Político holandês é condenado por comentários anti-gays

delano_felter

“As pessoas com uma orientação sexual diferente devem cair fora. Queremos uma cidade heterossexual!”

O ex-líder de um partido político da Holanda foi considerado culpado por incitar a discriminação contra pessoas LGBTs, ao fazer comentários homofóbicos em 2010.

Nesta segunda-feira, 10, Delano Felter foi multado em 1.000 euros e suspenso por dois anos.

“Eu odeio os homossexuais “, disse Delano durante um debate transmitido ao vivo em 2010. Na época ele era líder do Modern Republican Party.

Felter também disse que os homossexuais eram “demasiadamente predominantes” em Amsterdã, e que também havia muitas pessoas LGBTs no governo.

“Estamos lidando com grupos homossexuais muito agressivos aqui”, disse o homem que quer expulsar pessoas da cidade por conta da orientação sexual e identidade de gênero. É, faz todo sentido (só que não).

“As pessoas com uma orientação sexual diferente devem cair fora. Queremos uma cidade exclusivamente heterossexual”.

O tribunal considerou os comentários “desnecessariamente ofensivos” e “difamatórios”.

O grupo COC, que luta pelos direitos das pessoas LGBTs, apresentou uma queixa formal contra Felter por conta dos comentários.

Ele havia sido absolvido pelos tribunais inferiores, que consideraram suas “observações inflamatórias” admissíveis, já que haviam sido feitas no “contexto de um debate público.”

Entretanto, em dezembro de 2014, o Supremo Tribunal devolveu o processo ao Tribunal de Apelações para novo julgamento. E lá, o parlamentar foi condenado.

Fico me perguntando, o que diria o parlamentar, que é negro, se alguém dissesse que “pessoas negras deveriam cair fora e que queria uma cidade exclusivamente branca”? Como se sentiria Delano Felter diante de tais comentários?

Fonte: GayStarNews
Anúncios

Um comentário sobre “Político holandês é condenado por comentários anti-gays

  1. Um oprimido oprimindo, é a suprema contradição das contradições, produzida pela imbecilidade humana. Na falta de coragem pra enfrentar o branco opressor, certos negros buscam se maquiar com as armas discriminatórias do branco algoz, só pra se esquivar covardemente do enfrentamento à própria opressão histórica que sofrem. O negro homofóbico é, em si, uma antítese sem solução possível.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s